sexta-feira, 28 de janeiro de 2011

A IGREJA E O “DIREITO DO CONSUMIDOR”




Por Valdemir Pires Moreira

O que é marketing?
Marketing é deixar o produto e o consumidor satisfeitos, então, todo o produto que tende a deixar o “consumidor” insatisfeito precisa ser esquecido ou trocado por um que satisfaça.

Trocando de produto
A exposição da Palavra de Deus é um “produto” que vem do céu. É confrontadora demais, ela fala sobre o pecado, a justiça e o juízo. Isso desagrada profundamente ao “consumidor” de nossos dias, que procura um “produto” que satisfaça seus desejos, ainda que esse esteja com a data de validade vencida.

Ao gosto do freguês
O “louvor” é o “produto” que tem substituído a exposição da Palavra de Deus. Esse produto já não é tão comprometedor, esse vem para deixar o “cliente” satisfeitíssimo. Pois, o seu conteúdo agrada a gregos e a troianos, a crentes e a descrentes. No meio de “produtos” como: jograis, coreografias etc., o “louvor” é o mais procurado entre os “clientes” da hora.

No entanto do no meio de todo esse contexto, eu me lembro das palavras do apóstolo Paulo ao jovem Timóteo: “Prega a palavra, insta, quer seja oportuno, quer não, corrige, repreende, exorta com toda a longanimidade e doutrina” (2 Tm 4.2).

Concluiremos com as palavras de um pastor que já partiu. Quando lhe perguntei, porque não dávamos mais tempo para a exposição da Palavra de Deus, ele respondeu: “Estamos na Era do louvor”.

Que Deus tenha misericórdia

sexta-feira, 14 de janeiro de 2011

ESCOLA DOMINICAL


valdemirpmoreira.blogspot.com.

CONVIDO A TODOS A PARTICIPAREM DO MEU NOVO BLOG: LIÇÕES BÍBLICAS.

QUE DEUS OS ABENÇOE.